Como desenvolver o texto da pesquisa sem perder o foco – 2Minnutos

Convenhamos, desenvolver uma monografia, um artigo, algo do gênero, não exige uma discussão sobre o “sexo dos anjos”, como diz a minha orientadora. Essa expressão significa abordar extensivamente um tema, falar demais sobre o assunto, estender-se, muitas vezes sem necessidade.

PERDER O FOCO DA PESQUISA

Já vi muitos trabalhos com um verdadeiro “enchimento de linguiça” só para mostrar que a pesquisa está volumosa, que tratou bem o assunto, que explorou todos os pontos, enfim. Tá certo, você precisa abordar os temas de uma forma que envolva o leitor e o situe sobre a temática e sobre sua defesa de ideia. Um trabalho bem fundamentado é essencial, mas vamos combinar, nada de excessos. Isso polui o texto com assuntos desnecessários e você começa a correr um sério risco: PERDER O FOCO DA PESQUISA.

Você pode defender bem a sua pesquisa sendo mais objetivo, não omitindo informações importantes, não é isso que quero dizer. O que quero deixar claro é que você pode falar sobre o que é relevante para a pesquisa de forma clara, objetiva, e, principalmente SEQUENCIAL, ou seja, sem perder o fio da meada.

Um dica que eu usei e foi muito proveitosa para o desenvolvimento dos temas do meu ultimo artigo, no qual tratei sobre a sustentabilidade nos alambiques da Região da Ibiapaba a partir da Inovação, foi, em primeiro lugar, estabelecer os pontos sobre os quais eu comentaria no texto. Isso é fundamental.

Após definir a linha principal de desenvolvimento, que pode ser entendida como os capítulos, títulos e subtítulos (que podem ser alterados durante o desenvolvimento do texto, é normal), utilize perguntas e abordagens para nortear o desenvolvimento do texto dentro de cada tópico a ser desenvolvido.

Vou utilizar como exemplo o meu artigo. Nele, defini como linha principal do meu referencial teórico os temas: Turismo Rural, Eficiência Energética e Marketing Digital. Depois de definir essa linha principal, comecei a fazer perguntas dentro de cada temática. As respostas formaram o desenvolvimento do texto. Assim fui apontando em cada tema:

* Turismo Rural

– O que é Turismo Rural? (definição)

– Quais os benefícios do turismo rural para os empresários da zona rural?

– Abordar turismo rural como diferencial competitivo.

* Eficiência Energética

– Definição de eficiência energética.

– Benefícios de sua aplicação nas empresas

* Marketing Digital

– O que é?

– Como se tornou tão popular?

– Mudanças provocadas na sociedade e no mercado consumidor.

– Novos comportamentos.

– Benefícios para as empresas

Etc, etc, etc… Fiz vários pequenos questionamentos como esses. Essas perguntas, ou tópicos a serem tratados, norteiam o desenvolvimento do texto sem que você perca o foco do assunto abordado, uma vez que está seguindo uma linha coesa. Bem, eu usei e deu certo. Espero que isso possa lhe ajudar também. Lembrando que as citações devem acompanhar a linha de raciocínio do que está sendo comentando.

E outra coisa importante: AS PERGUNTAS NÃO APARECEM NO TEXTO, OK?? Elas estão aí apenas para nortear o desenvolvimento do trabalho, ou seja, são para lhe ajudar a construir o corpo do texto, não para ficarem como perguntas e respostas, literalmente.

Em todo caso, como sempre recomendo: siga as instruções de seu orientador, respeitando-o e prestando atenção às dicas que ele lhe sugere. Este post lhe ajudou? Alguma sugestão? Comente!!

See you soon!!

@tamilesrc

Como desenvolver o texto da pesquisa sem perder o foco
Tags:                     

Tamiles Cavalcante

Professora Orientadora Acadêmica; Administradora por formação; Especialista em Gestão de Negócios por opção; Orientadora por paixão.

Uma ideia sobre “Como desenvolver o texto da pesquisa sem perder o foco

Deixe uma resposta